PSYCHO


Atormentada, suporto sua ausência cruel que nunca se confirma imaginando que você me persegue. Obcecado. Obsceno. Segue meus passos com aguda precisão e mesmo que olhando de soslaio não o possa ver, posso pressentir sua presença às minhas costas. Sei que esse arrepio que me percorre a coluna até a medula é seu olhar gélido fixo na minha nuca. Procuro os becos escuros, as ruelas mais soturnas e desertas e caminho a passos lentos de modo a perceber o som dos seus passos. Eu me demoro pela noite perdida, dando voltas e inventando trajetos tortuosos em minha débil fuga onde o que mais quero é ser alcançada. E quando chego em casa exausta, é impossível acender as luzes. Improvável que tranque a porta. Entre o anseio e o receio, eu tomo banho sob a tensa amplitude do seu olhar espião. Deito-me insone, sobressaltada pela possibilidade da sua presença, atrás da cortina, debaixo da minha cama. Eu me concentro no silêncio em busca da sua respiração. Sinto sua mão truculenta que ávida rompe o escuro e me toca a nuca com o polegar e apóia meu rosto lívido nos dedos, sua língua percorrendo a curva da minha orelha. Num movimento brusco, me vira e firmemente me puxa pelo quadril contra seu corpo algoz e me abre as pernas trêmulas. Imobilizada. Sem esboço de reação, não consigo gritar, nem poderia me debater. Porque eu desejo cada hematoma e quero todas as marcas de cada um dos seus dentes, o rastro encarnado das suas unhas na minha pele. Seviciada. Torpe, entregue. O rosto abandonado na sua barba, a mão inerte sobre seu peito. Apenas suspirando contida a cada pequenina perversidade. Refém do seu abraço cativeiro. Descanso em seu corpo sepulcro.

27 comentários:

plaster disse...

esse texto ficou lindo kiti.
uma mulher/menina cheia de libidos e detalhes verdadeiros e ao mesmo tempo surreais que fazem a imaginação do leitor ir longe...hehehe
adorei!
um toque de erotismo classudo.
aliás, o que em ti não possui classe né boneca?
te amo

máah disse...

e em cada gesto, cada olhar que ele te der, eu vou...

deixa para lá!

ficou lindo o texto...principalmente o final.

=*

Pedro Gabriel disse...

humm..
a senhora mudou o final ou não me mostrou esse final no texto que me mandou através de um outro recurso tecnológico de relaciomamento chamado Msn !?

como disse, é um texto profissonal...com a dose certa de perversidade...capaz de criar imagens excitantes ao ler.

grande beijo.

Kiti disse...

Sim, eu mudei o final... :P

(Já que não se pode mudar os finais sem graça da vida real, pelo menos no que escrevo eu me concedo essa liberdade).

Diego disse...

que mórbido

leozim disse...

Nossa, kiti!!!

Que sensual, provocante e "pecaminosos"! Adorei. Que libido é essa menina, o que andas tomando??? rsrsrsrs

Kiti disse...

O que o meu eu-lírico anda tomando, seria a pergunta... :P

hehehe

É só literatura.
Pura e não aplicada.

Brighith disse...

teve um amigo seu que confundiu seu blog com o meu...agoora que eu vi que o título dos nossos blogs são muuuito parecidos.
adorei o texto. incrível. a literatura é algo que nos leva as alturas. icrível mesmo. parabéns.

Tosá disse...

é muita sensualidade e imagens pipocando junto às palavras em pouco texto
direta, sem rodeios e muito desejo
show de bola ;)

Pedro Gabriel disse...

parou de escrever pq ? aliás..parou de publicar pq ?
hehe

beijos

Kiti disse...

É que ando muito enrolada com minha monografia... Só tenho pensado pesquisa e fichamentos... Mas logo, logo vou estar postando coisas novas!

Diogo Lyra disse...

Kiti, gostei muitíssimo do seu texto. Sem dúvida alguma me deparei com uma escritora de grande talento!!!
É claro, não sou ninguém com um pentelho de autoridade para proclamar algo assim, mas não resisti ante seu diferencial literário!
Parabéns menina, volto em breve!!!

Kiti disse...

Poxa, Diogo, fico lisonjeada... Até porque, também me amarro no seu blog, já tinha lido alguns contos, mas sou meio tímida pra comentar, não lembro de já ter comentado, sei lá.

Obrigada mesmo por seus elogios...

Diogo Lyra disse...

Pois é, eu cheguei aqui despretensiso, por meio do blog "Reflexões de um Revolucionário" e quando comecei a ler fiquei empolgadíssimo!!
Ah, quanto ao lance do link, é claro que pode - inclusive eu já tinha colocado o "Caixa de Palavras" no meu sem te avisar...
Beijocas!

Diogo Lyra disse...

Oi querida, nada de novo no front?!

feijo.bianca@gmail.com disse...

Atráves do Fundo de Quintal Literário vim para no seu blog e fiquei impressionadíssima com Psycho,um dos textos mais belos que já li,quando mais o lia,mais crescente ficava minha admiração.
Parabéns!!!MARAVILHOSO!
Bjs
Bianca

Kiti disse...

Ah, Bianca, muito obrigada... Esse blog tá meio abandonado, eu ando meio sem tempo, meio sem saco, sabe? Mas comentários como o seu são um incentivo pra postar mais. Logo, logo... Bjs!

Mustafa Şenalp disse...

Çok güzel bir site.:)

Bianca Feijó disse...

Oi Kiti!

Obrigadíssima pela sua visita...
E só eu sei o que é trocar o mundo real pelo virtual...

Mas, volte,vc escreve muito bem, e escrever faz tão bem, né?!
Assim vc faz bem a vc e as pessoas que te lêem.

B.E.I.J.O.S e volte sempre!

lubevi disse...

Oi Kit,

lindo texto...Você está em Camboriu?
Não sabia. Depois quero saber mais.
beijos,
Luciano

@na dundes disse...

Ìncubus anda visitando essa moça...
Belo texto, Kiti.

Procurava uma imagem de "asas do desejo" e te achei.

Um achado mesmo.

voltarei!

subsenso disse...

Lindo isso!

Anônimo disse...

TESÃO DE TEXTO!!!!!!!!!!!!

.rômulo disse...

bom isso! rs

Pedro Cezar disse...

Muito bonito!!

Anônimo disse...

Olá trata-se a 1ª vez que encontrei o teu blogue e gostei tanto!Bom Trabalho!
Adeus

Equipe Ludimídia disse...

uau! Estou conhecendo o seu blog e me deparo com esse texto lindo! vou passar sempre por aqui! bjs